Bem vindo ao All Hockey Brasil / All Habs Brasil

O Ruim, O Bom e O Que Está Por Vir

By on abril 13, 2012 in All Habs news with 0 Comments

Escrito por Louise, AllHabs.net

Curitiba, BR – Playoff sem o Habs é como pão sem Nutella, poutine sem molho e hamburguer de soja, sem graça! Fãs do Habs, admitam! Perdemos o costume de ver isso acontecer. Vamos ser mais sinceros, vivemos tanto nas glórias do passado que não sabemos o que é perder e perder feio como perdemos nessa temporada.

Não me entendam mau, não gosto de torcer agora para outro time levar a Stanley para que o Bruins ou o Penguins (gosto pessoal) não levem a copa pra casa. Creio que esse tombo do Habs, que essa temporada ridícula de 51 DERROTAS, sendo um dos piores times jogando em casa. – Logo quem!? O time com a torcida mais apaixonada. Não foi uma temporada fácil. Vai acabar sendo um aprendizado, quero crer que esse tapa na cara serviu para acordar nossos jogadores, equipe de treinadores e especialmente o Sr.Molson sobre o futuro da franquia.

Temos jogadores fantásticos, que não desistiram do time nem por um minuto, falaremos em breve sobre isso, mas sofremos demais com jogadores lesionados e péssimas decisões administrativas, como a polêmica de ser obrigatório para um treinador do Habs falar francês. Polêmica que tornou o Canadiens a grande piada da NHL essa temporada. Nem o tombo do Setoguchi no shootout (Habs vs Wild) foi mais vergonhoso que essa polêmica inútil. Por que convenhamos, Jacques Martin não fez muito pelo time mesmo sendo bilingue.

6 meses se passaram, jogadores lesionados, técnico demitido, o iô iô da volta do Markov, Cammalleri trocado para o Flames no meio da partida, a chegada de Cole, Bourque, Baby Boom Boom, a saida de Hal Gill e AK 46, Carey Price se matando na frente do gol para dar uma chance de vitória ao Habs, Gorges renovando contrato, Three and a half Men line, Eller hattrick, Cole hattrick, Max Paccioretty voltando com tudo, novo técnico, Gerente Geral demitido, Carey Price e Ryan White com concussão cerebral, ufa… podemos resumir a temporada 2011-12 por esses temas. E tudo isso levou o Habs a ser o 28º time da liga.

Como eu disse acima, não se deprima fã do Habs, vamos passar as coisas boas que aconteceram essa temporada e pensar como isso pode influenciar a próxima;

Max Pacioretty: Não tem como não começar por ele. Nosso herói, melhor retorno, depois do “incidente” Chara no fim da temporada regular passada, todos ficaram em dúvida se Max voltaria a jogar bem, se ele não teria medo. Não, não nosso Max, ele não só voltou jogando bem e sem medo, como marcou 33 gols e acumulou 65 pontos essa temporada. Fazendo parte da linha mais bem sucedida do Habs.

Erik Cole: Não eram todos que consideravam Cole uma boa aquisição para o Habs, mas convenhamos depois de contratar Campoli e Kaberle os fãs do Habs não sabiam mais se acreditavam nas decisões tomadas pelo GM. Cole chegou timido e saiu um dos grandes heróis da temporada, batalhando até o fim, levando no peito o CH e querendo mais do que tudo ganhar. Com o passar da temporada ele herdou de Gll o “A” e provou que o merecia, sendo um líder dentro e fora do gelo, inspirando todos.

David Desharnais: O terceiro elemento da 3 and a half men line, completou perfeitamente o trio formado por ele, Cole e Pacioretty. O baixinho que se tornou um gigante terminando a temporada com 60 pontos e 16 gols e 44 assistências.

Three and a Half Men line: Só essa linha de ataque do Habs teve ao total 186 pontos, 84 gols e 102 assistências, precisa falar mais alguma coisa?

Josh Gorges: Futuro capitão do Habs (para mim pelo menos é). Defensor confiável, grande bloqueador de pucks. Price até brincou em uma entrevista que o Gorges estava atrapalhando o recorde de defesas dele. Não é a toa que ele teve seu contrato extendido pelo Canadiens, ainda bem que vamos ver o Josh ainda por muito tempo usando o CH no peito.

Carey Price: Como não mencionar nosso All Star Goalie como um ponto alto da temporada. O goleiro cowboy, vencedor da Molson Cup da temporada 2011-12. Apesar de ter vencido somente 26 partidas das 65 jogadas, Carey passou Patrick Roy em número de vitórias pelo Habs. Em 39 derrotas somente 13 vezes ele cedeu mais do do que 4 gols por partida. Isso quer dizer que em 26 derrotas dessa temporada ele cedeu apenas 3 gols ou menos por jogo. Dando aos seus colegas de time chances de vencer a partida. Price ainda é a maior preocupação dos torcedores do CH, não apenas por causa da concussão cerebral causada pelo choque entre ele e Dershanais em um treino, mas por ele não ter renovado ainda o contrato com o Canadiens, com certeza todos estarão de olho na pós temporada para saber o destino do goleiro que é admirado por muitos.

PK, Eller, Louis, Blake e Fred: Os meninos do Habs tiveram que amadurecer na marra essa temporada. Alguns jogos fantásticos, outros pouco expressivos, mas eles mostram que o futuro do Habs se bem trabalhado é muito promissor. White também é novo e voltou bem da sua lesão, protegendo seus colegas de time, ganhou a compahia de Brad Staubitz nessa função, tornando o Habs agora no fim da temporada um time mais agressivo, que não deixava barato os hits desnecessários em seus jogadores. Esperamos ver essa mesma garra na próxima temporada. Blake Geoffrion (Baby Boom Boom) quarta geração a jogar pelo Habs, Blake é um ótimo jogador e creio que podemos esperar grandes feitos dele pelo Canadiens. Ainda falando dos meninos, os prospects do Habs estão jogando muito bem, o que nos faz pensar que há algo bom vindo. Se o novo GM manter os jogadores chaves, que poderão guiar e ensinar esses meninos o jogo, temos grandes esperanças de uma final de copa em um futuro não muito distante.

Essa temporada, apesar de ruim garantiu ao Habs a 3 colocação no Draft de 2012 e acendeu nos fãs a esperança de ver no time jogadores como Grigorenko, Yakupov e Murray. Meninos que apesar de novos são muito talentosos. Talentos comparados por alguns especialistas a Sidney Crosby e Jonathan Toews. Como eu já disse, o futuro que aguarda o Habs é promissor, se o novo GM souber jogar as cartas certas.

Walt Disney já dizia; “As vezes um chute nos dentes é a melhor coisa que pode acontecer a você” e é verdade, pois quando um time como o Canadiens cai ele tende a voltar querendo mostrar que pode ser melhor. Especialmente um time com fãs tão apaixonados, fãs que no ultimo jogo da temporada, mesmo sem chances nenhumas de classificação lotaram o Bell, empurraram o time e no fim do jogo o ovacionaram em pé. Isso dá força aos jogadores voltarem mais preparados para a próxima temporada. Aqueles que voltarem, voltarão mais fortes.

Agora é torcer e acompanhar se nomes como Price, Plekanec, Staubitz, Eller entre outros renovarão e/ou extenderão sua estadia com o Habs. Já foi muito triste perder Cammalleri, Gill e AK esse ano, espero sinceramente que o time não perca mais jogadores importantes. Há outros jogadores que o time pode abrir mão sem ferir o andamento da equipe e são jogadores que abririam um bom espaço no salary cap (vamos não citar nomes, rs).

Enfim, apesar dos pesares, podemos tirar boas lições dessa temporada, aprender com os erros e seguir em frente. E go Habs go, enquanto o mundo não acabar, sempre existirá a próxima temporada.

Tags: , , , , , ,

About the Author

About the Author:

Louise (Lou) is a graphic designer who loves; Hockey, photography, music, movies, traveling and her pets. Her passion for hockey started in childhood watching Mighty Ducks (the cartoon), she grew up and her passion about hockey grew too. Researching about the sport she found out about Montreal Canadiens, and it was love at first sight. It took a while for her to watch a game live, but that day finally came at January 6, 2011, Habs vs Penguins. She describes it as one of the best moments of her life. The game against the Penguins was the first of 4 games she went while staying in Montreal. She loves the city, and her favorite place there is Centre Bell. Also she is the proud owner of Puck the Bunny!

.

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

 

Top