Bem vindo ao All Hockey Brasil / All Habs Brasil

Dustin “O injustiçado” Tokarski + Carta aberta aos torcedores dos Jets

By on março 28, 2015 in Feature, Ignore with 0 Comments

dustin

Campinas, BR – Salve, torcedor bleu, blanc & rouge!

Desde o draft de 2008, quando foi escolhido na quinta rodada pelo Tampa Bay Lightning, Dustin Tokarski tem um histórico conturbado na NHL. Naquele ano, em que os bolts viriam a usar quatro goalies diferentes, ele sequer saiu de Syracuse, onde atuava pelo Crunch (afiliado de Tampa Bay na AHL); viria então estrear na liga principal em 2010, substituindo Antero Niittymaki após esse sofrer seis tentos aos New York Rangers.

Desde então, várias injustiças aconteceram ao porteiro (com o perdão do termo futebolístico), entre elas voltar aos minors sem sequer ter tido chance de se mostrar apto ao posto de backup, e ser trocado com os Montreal Canadiens, após uma campanha 33-18-8 na AHL, numa negociação envolvendo Cédrick Desjardins; Viria à Hamilton buscando mais reconhecimento e logo foi promovido ao time principal dos Habs; tudo muito bom até aí… Mas ele viria a ser o “Ron Weasley” para um mago chamado Carey Price, e aí está a mais infeliz das ironias da sua carreira.

O torcedor de hockey canadense tem o hábito de fazer comparações, e, sejamos francos, comparar algum goleiro com Price, especialmente nessa temporada, é incabível. Como seu backup, Tokarski é o principal alvo dessas comparações e, logicamente, de um milhão de críticas, inclusive dos próprios torcedores tricolores.

Muitos desses críticos de Tokarski, dos que sentiam saudade de Peter Budaj (Sério mesmo?), e esquecem dos títulos (inclusive medalha de ouro em 2008 na copa do mundo júnior, pelo Canada, e o MVP na mesma copa), tiveram que se render à competência do homem depois das 42 defesas contra os Florida Panthers no jogo 71 da temporada, mas as ironias que perseguem o nosso jovem (25 anos, nem tão jovem assim) bruxo voltariam uma semana depois, numa noite desastrosa contra Winnipeg, nessa noite, haveriam gritos da torcida dos Jets pedindo por Price no gol, como se Tokarski não apresentasse desafio à eles.

Segue então meu Avada Kedrava Discurso aos torcedores dos Jets:

“Perdoa-os, eles não sabem o que falam”

No que foi, provavelmente, a pior noite da carreira de Tokarski (aquele mesmo que defendeu 42 tiros contra Florida), a torcida dos Jets humilha o backup dos habs dizendo que querem Carey Price no gol (no hockey é comum essa rotação entre os goleiros, afinal, como já se sabe, tomar 42 tiros de um disco de madeira revestido de borracha 3 ou 4 vezes por semana não é fácil).
Eu tenho muita simpatia pelas franquias canadenses (exceto os leafs, pois, bem… Razões), mas a atitude da torcida de Winnipeg durante o jogo de ontem foi ridícula.

Em primeiro lugar: Dustin Tokarski é um goleiro jovem, reserva e aprendiz do provável melhor goleiro dessa era da NHL. Na semana passada teve o melhor jogo da sua carreira, sua primeira estrela, e 42 defesas… Na noite de ontem não deu tanta sorte: 5 gols sofridos em 22 tiros… Tokarski não é ruim, então baixem a bola e se preocupem em secar Minessota e Los Angeles pra ter sua vaga no playoffs!

Em segundo: O time de vocês é tão ridículo que foi outshooted 20 x 5 no primeiro tempo pelo time com o pior saldo de tiros da NHL, conseguiram apenas 22 tiros no jogo inteiro, num time que cede, em média, 31 por jogo. Então se fosse o Price no gol, provavelmente o jogo teria sido 2-0 e vocês estariam fora da playoff zone à essa altura!

Mais respeito, galera..

‪#‎GoHabsGo‬

Tags: , , , , , , , , ,

About the Author

About the Author: .

Subscribe

If you enjoyed this article, subscribe now to receive more just like it.

Post a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

 

Top